Manaus, 20 de julho de 2024

Um acordo mediado pelo Catar entre Israel e o Hamas para a libertação de reféns e uma pausa de vários dias nas hostilidades está em seus “estágios finais” e “mais próximo do que nunca”, disse uma fonte informada sobre as negociações à Reuters nesta terça-feira.

O acordo prevê a libertação de cerca de 50 reféns civis pelo Hamas e a libertação de mulheres e crianças palestinas da custódia israelense, disse a fonte informada sobre as negociações.

O acordo marcaria a maior libertação de reféns e a primeira troca de prisioneiros desde o início da guerra, em 7 de outubro. O Hamas fez cerca de 240 reféns durante ataque a Israel, que, segundo as autoridades israelenses, matou 1.200 pessoas.

O chefe do Hamas disse à Reuters no início da terça-feira que o grupo militante palestino estava próximo de um acordo de trégua com Israel, mesmo com a continuação do ataque mortal em Gaza e dos foguetes disparados contra Israel.

Israel tem evitado fazer comentários sobre a situação das negociações lideradas pelo Catar. Segundo a televisão israelense Channel 12, uma fonte sênior não identificada do governo disse que “elas estão próximas”, mas não deu mais detalhes.

Fonte: Agência Brasil