Manaus, 21 de julho de 2024

A liderança nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026 não pertence mais ao Brasil. Na noite de quinta-feira (12/10), a equipe comandada por Fernando Diniz empatou em 1 x 1 com a Venezuela na Arena Pantanal e cedeu o primeiro lugar para a Argentina.

A Seleção Brasileira agora soma sete pontos, enquanto a Argentina, que venceu o Paraguai por 1 x 0, assumiu o topo da tabela com nove pontos. Na próxima rodada, o Brasil enfrentará o Uruguai no estádio Centenario na terça-feira (17/10), enquanto os argentinos farão uma visita ao Peru.

A partida começou intensa, com o Brasil demonstrando um ataque rápido e técnico, liderado por jogadores como Vinícius Júnior, Rodrygo e Neymar. No entanto, a equipe anfitriã não conseguiu abrir o placar no primeiro tempo.

A quebra do impasse veio na segunda etapa, graças a um gol de bola parada. Neymar cobrou um escanteio, que encontrou a cabeça de Gabriel Magalhães, abrindo o placar para o Brasil. A Seleção continuou criando boas oportunidades para ampliar a vantagem, mas não conseguiu capitalizar.

Com isso, a Venezuela ganhou confiança e começou a dominar o jogo. Com jogadores como Soteldo e Savarino, os venezuelanos passaram a pressionar a área brasileira e conseguiram o empate. Aos 40 minutos, Bello emendou um belo voleio para igualar o marcador.

Resultados da terceira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas:

  • Brasil 1 x 1 Venezuela
  • Argentina 1 x 0 Paraguai
  • Bolívia 1 x 2 Equador
  • Chile 2 x 0 Peru
  • Colômbia 2 x 2 Uruguai