Manaus, 21 de julho de 2024

Na última semana, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), através da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) centro-sul, efetuou a prisão preventiva de um homem de 31 anos. Ele é acusado de cometer diversos crimes, incluindo lesão corporal, sequestro, cárcere privado, roubo, descumprimento de medida protetiva e estupro, todos relacionados à violência doméstica contra sua ex-companheira de 29 anos. A prisão ocorreu no bairro Santo Antônio, Zona Oeste.

De acordo com a delegada Débora Mafra, titular da unidade especializada, o fato criminoso ocorreu no dia 23 de maio deste ano, no bairro Centro, zona sul. Na ocasião, a vítima estava saindo do seu local de trabalho, com destino à sua casa, e foi surpreendida pelo autor, que estava escondido em uma área escura, à sua espera.

“A vítima se assustou e o indivíduo desferiu um tapa em seu rosto, que a deixou desacordada. Além disso, ela contou que foi dopada com sonífero dado a ela pelo infrator. Ao acordar, a mulher percebeu que suas partes íntimas doíam e sangravam, além de sentir fortes dores lombares, fatos estes comprovados pelos laudos do exame de corpo de delito, realizados pelo Instituto Médico Legal (IML)”, disse.

Conforme a delegada, a vítima não soube relatar com detalhes como os fatos ocorreram, tendo em vista que ficou dopada o tempo em que passou nas mãos do homem. O indivíduo também subtraiu alguns objetos que estavam na bolsa na qual a vítima usava na ocasião do delito.

“Em virtude do ocorrido, ela ficou internada durante três dias em uma unidade hospitalar, e já estava sendo procurada por seus familiares que acreditavam que ela poderia estar desaparecida. Ao se recuperar, ela veio à delegacia e formalizou a denúncia. Durante consulta no sistema, vimos que ela já havia denunciado o indivíduo anteriormente, por lesão corporal”, falou.

Ainda segundo a delegada, a vítima possui medidas protetivas nas quais o autor tinha ciência. Dado a gravidade dos fatos, foi solicitada a prisão preventiva do homem e a decisão judicial foi cumprida na data de hoje.

Procedimentos

O homem responderá por lesão corporal, sequestro, cárcere privado, roubo, descumprimento de medida protetiva e estupro e ficará à disposição da Justiça.

Com informações da Polícia Civil do Amazonas