Manaus, 21 de julho de 2024

De acordo com os dados oficiais divulgados pelo Porto de Manaus, o nível do Rio Negro diminuiu em 3,48 metros. Somente nas últimas 24 horas, houve uma queda de 23 centímetros, resultando em uma cota atual de 15,88 metros. Há um mês, o rio estava em 24,5 metros. De acordo com a Defesa Civil do Amazonas, é previsto que mais de 50 municípios entrem em estado de emergência até outubro devido à seca, afetando aproximadamente 500 mil pessoas no estado.

Ontem (28) de setembro, a Prefeitura de Manaus declarou estado de emergência devido à seca do Rio Negro. David Almeida prefeito de Manaus, assinou um decreto com validade de 90 dias para lidar com essa situação. A maior seca já registrada no Rio Negro ocorreu em outubro de 2010, quando o nível atingiu apenas 13,63 centímetros. O Governo do Amazonas planeja ainda nesta sexta-feira, anunciar novas medidas para mitigar os impactos da seca no estado. Na terça-feira (26), o governador Wilson Lima recebeu garantias do Governo Federal de envio e transporte de ajuda humanitária, realização de obras de dragagem de emergência em rios e a formação de uma força-tarefa para reforçar as ações do estado.

Foto: Reprodução/Agência Brasil