Manaus, 23 de julho de 2024

Numa reviravolta política surpreendente, Javier Milei emergiu como o vencedor das eleições presidenciais na Argentina no último domingo (19), conquistando 55,95% dos votos com 86% das urnas apuradas.

Com 52 anos, Milei está prestes a assumir a presidência em meio à pior crise econômica do país em décadas, marcada por uma inflação que atingiu níveis não vistos em mais de 30 anos.

O candidato da coligação governista, Sergio Massa, atual ministro da Economia, reconheceu a derrota em seu discurso, indicando uma mudança significativa na dinâmica política argentina.

Esse resultado reflete não apenas um fenômeno local, mas também sugere uma tendência global de declínio da esquerda, com implicações profundas para o cenário político internacional.