Manaus, 23 de julho de 2024

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 78ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Codajás (a 240 quilômetros de Manaus), com apoio da 60ª DIP de Maraã (a 634 quilômetros da capital), cumpriu, na quarta-feira (15/11), mandado de prisão preventiva de um pastor, 59, por estupro de vulnerável praticado contra uma criança de 11 anos.

Conforme a investigadora de polícia Rejane Lima, gestora da unidade policial, a vítima e o autor são conhecidos e, no dia 11 de julho deste ano, ele se aproveitou de um momento em que ficou a sós com ela para cometer o crime.

“A criança contou o fato ao seu tio e ele, de imediato, informou às autoridades policiais a respeito. O infrator teve conhecimento da denúncia e fugiu de Codajás. Durante as investigações, soubemos que ele estava residindo e trabalhando em Maraã e solicitamos apoio da 60ª DIP de Maraã para o cumprimento do mandado”, disse a investigadora.

O homem responderá por estupro de vulnerável e ficará à disposição da Justiça.