Manaus, 21 de julho de 2024

Com intuito de expandir o turismo na capital amazonense, o prefeito de Manaus, David Almeida, destacou que a construção do Mirante Encontro das Águas Rosa Almeida, também irá impulsionar a economia local e estimular o turismo fora do eixo central da capital. A declaração ocorreu na tarde desta segunda-feira, 22/5, durante a vistoria na área onde o local será construído, na avenida Desembargador Anísio Jobim, Colônia Antônio Aleixo, zona Leste.

Na ocasião, o chefe do Executivo municipal assegurou que o espaço será referência em opção de lazer, turismo local, nacional e internacional, aproveitando todo o potencial paisagístico natural oferecido pela área.

“É a principal atração que nós temos na nossa cidade com relação a natureza, nós temos o maior encontro das águas do mundo e nós não tínhamos uma obra que contemplasse esse espaço e o mirante Rosa Almeida, com obra arquitetônica de Oscar Niemeyer, vai atrair muitos turistas para a cidade de Manaus. Não tenho dúvida de que esse será um dos pontos mais visitados de Manaus com restaurantes, lanchonetes, parques, espaço para skate. Nós vamos transformar a vida da cidade de Manaus para que nós possamos ter acesso ao rio de frente, contemplando uma das maiores belezas naturais do mundo que é o Encontro das Águas”, disse Almeida.

Hoje, o projeto tem duas intervenções: uma que leva assinatura do internacionalmente conhecido arquiteto Oscar Niemeyer (falecido em 2012), uma das suas últimas criações ainda em vida e o seu único trabalho assinado para a região Norte; e outra complementar, dando ao espaço a composição de um parque, desenvolvido pelo Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb).

Para construir o parque será necessário a implantação de edificações, mobiliários urbanos, infraestrutura e estacionamentos. Sua execução prevê que se transforme de uma área sem uso em um território de opção de lazer, observação da natureza – o Encontro das Águas – e turismo com potencial de paisagem único.

O diretor-presidente do Implurb, Carlos Valente, explicou que o projeto passa pela fase final de readequação.

“Nós estamos finalizando a readequação do projeto em função de detalhes de geologia e estamos encaminhando já na segunda-feira para a comissão de licitação para ser retomado o processo, e a gente acredita que já em julho estaremos encaminhando ao prefeito para que ele possa dar a ordem de serviço e a obra possa ser iniciada, com a previsão de entrega para final de maio do ano que vem”, concluiu Valente.

— — —

Texto – Beathriz Torres / Semcom e Divulgação / Implurb

Fotos – Dhyeizo Lemos / Semcom

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHBqjAEP5t