Manaus, 25 de julho de 2024

Dando continuidade às reformas estruturais de diversos equipamentos socioassistenciais da capital amazonense, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), entregou, nesta quarta-feira, 7/6, a cozinha comunitária do bairro Santo Agostinho, na zona Oeste, com suas instalações totalmente revitalizadas.

“Hoje, concluímos uma obra que simbolizava um sonho para toda a comunidade a sua volta. Mais do que apenas retornar a realizar seus atendimentos, hoje voltamos trazendo um ambiente climatizado, confortável, com refeições de qualidade, gratuitas e oferecidas através de um atendimento humanizado, fruto de um trabalho de muito amor e carinho por parte de nossas equipes”, destacou Eduardo Lucas, secretário da Semasc.

Para melhor atender as demandas da população atendida pelo equipamento, a unidade recebeu serviços de manutenção e reforma no telhado, no forro, na área de higienização dos alimentos e nos pisos, padronização de gás GLP, troca de louças sanitárias, drenagem da área externa do perímetro que não funcionava anteriormente e que ocasionou problemas estruturais nos muros existentes (estes agora reforçados), além de reparos no castelo d’água, pintura total e revisão nas instalações elétricas e hidrossanitárias.

Ao todo, 200 pessoas são atendidas todos os dias pela cozinha comunitária do Santo Agostinho, responsável pela distribuição gratuita de uma refeição completa por dia, de segunda a sexta-feira, aos moradores do entorno. De acordo com a diretora do Departamento de Segurança Alimentar e Educação Nutricional (DSAN), Juliana Diz, a revitalização da unidade representa ainda o cumprimento eficaz de uma das frentes de trabalho mais importantes no processo de garantia de direitos básicos a famílias carentes: o combate à fome.

“O que oferecemos em nossas cozinhas comunitárias é um direito humano e básico, já que todos, independente de quem seja, têm o direito a receber uma alimentação adequada, nutricionalmente balanceada, manipulada com todo o cuidado e de forma gratuita. Hoje, a Prefeitura de Manaus retoma esse atendimento no bairro do Santo Agostinho e nas comunidades ao redor com uma estrutura ainda melhor e mais adequada ao trabalho que realizamos aqui, e quem sai ganhando é a população”, explicou.

Cozinheira da unidade, Antônia Batista de Souza emocionou-se ao falar do próprio trabalho enquanto agradecia as inúmeras reformas realizadas na estrutura do equipamento.

“Têm pessoas que chegam aqui em situações de quebrar o coração, pessoas que não têm o que comer, pessoas que sofrem muito todos os dias, mas que quando chegam aqui, chegam com um sorriso no rosto, pois sabem que aqui eu e minhas colegas vamos atendê-los com amor. Isso, para mim, é gratidão. A fome dói, só quem já a sentiu sabe, e por isso aqui tratamos todos bem, por isso trabalhamos servindo tudo direitinho, o almoço, o suco, as frutas, tudo mesmo. É por isso que eu também sou muito grata por tudo o que fizeram nesta cozinha”, afirmou.

Cozinhas Comunitárias

O Programa Cozinhas Comunitárias é desenvolvido pela Gestão Municipal, via Semasc, em parceria com instituições públicas e privadas, buscando promover a melhoria das condições de nutrição e acesso à alimentação de qualidade para a população de baixa renda e sendo destinado a trabalhadores, estudantes, donas de casa, idosos, catadores de materiais recicláveis, desempregados e demais pessoas em situação de vulnerabilidade social.

As cozinhas comunitárias visam o resgate da cidadania dos usuários, mediante iniciativas como palestras, ações de cidadania, prevenção do meio ambiente, reintegração familiar e fortalecimento de saúde física. Propõe, ainda, contribuir com a redução do quadro de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional nas mais diversas áreas, melhorando a qualidade e a perspectiva de vida da população a partir de um cardápio devidamente orientado por nutricionistas que os acompanham periodicamente até atingirem níveis satisfatórios de nutrição.

Funcionando de segunda a sexta-feira, as cozinhas comunitárias servem 200 refeições por dia em cada uma das seis unidades do equipamento, totalizando 1.200 atendimentos por semana na cidade de Manaus.

— — —

Texto – Guilherme Araújo Pacheco / Semasc

Fotos – Aguilar Abecassis / Semcom