Manaus, 25 de julho de 2024

O número de cidades em situação em emergência no Amazonas sobe para 40. Na noite de quarta-feira (4/10) a Defesa Civil amazonense, divulgou a informação. O estado ainda possui 19 municípios em alerta, um em atenção e dois em normalidade.

Decreto já havia antecipado emergência

No entanto, o Governo do Amazonas também publicou um decreto estadual que coloca 55 municípios em situação de emergência, pelo período de 180 dias. A medida, tomada em um momento em 20 municípios estavam em situação de emergência, foi uma maneira de antecipar o reconhecimento do estado de emergência a municípios para agilizar o envio de ajuda.

Visita do vice-presidente

Na quarta, o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) visitou Manaus, capital do Amazonas, para avaliar a seca que atinge a região. Após sobrevoo nas comunidades afetadas, ocorreu reunião com autoridades locais para debater as medidas a serem adotadas para lidar com a seca extrema no Norte do país.

As medidas anunciadas pelo governo federal para socorrer a região, está a realização de duas obras de dragagem, no Rio Solimões e outra no Rio Madeira, para recuperar a capacidade de navegação nos locais. A previsão é que os trabalhos sejam finalizados entre 30 e 45 dias. Juntas, as obras terão 20 quilômetros de extensão e custo de R$ 138 milhões.

Foto: Reprodução