Manaus, 20 de julho de 2024

Os desafios de fazer segurança na tríplice fronteira do Amazonas foram tema da reunião do consórcio de prefeitos do Alto Solimões, realizado na última quinta-feira (09/11), em Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus). O evento teve a participação de integrantes das Forças de Segurança do estado e da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

O consórcio reúne as nove prefeituras do Alto Solimões, formado por Tabatinga, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Santo Antônio do Içá, São Paulo de Olivença, Amaturá, Fonte Boa, Juruá e Jutaí.

O encontro foi aberto pelo secretário da Senasp, Tadeu Alencar. Ele destacou que o Governo Federal está empenhado em restaurar o diálogo federativo. “A segurança é uma responsabilidade coletiva que envolve a União, estados e municípios para que a gente possa descapitalizar a ação das organizações criminosas”, falou.

Alencar viajou até a região para ouvir de perto os anseios da população. “É importante dialogar para buscarmos a eficiência do sistema de segurança. Se conseguirmos promover parcerias, compartilhar informações e resolver as questões estruturais das forças de segurança, teremos grandes resultados. Temos projetos importantes de estruturação da segurança pública da região sendo discutido com os municípios e o Estado do Amazonas”, comentou o secretário da Senasp, referindo-se ao Programa AMAS (Amazônia, Segurança e Soberania), que prevê investimentos da ordem de R$ 2 bilhões para a Amazônia.

FOTOS: Fernanda Teixeira/SSP-AM

O secretário de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Vinícius Almeida, fez um balanço das ações implementadas na região com foco na redução dos índices de criminalidade. Almeida agradeceu a parceria do Governo Federal pela implantação da operação Paz, que contribuiu para a queda dos casos de homicídios em Tabatinga.

O titular da SSP informou que o efetivo da Delegacia Regional de Polícia Civil ganhará reforço a partir de dezembro, com a nomeação dos aprovados no concurso público. “Vamos aumentar a quantidade de policiais civis para que possamos combater na região”, informou ele.

Para 2024, Vinícius Almeida revelou que a secretaria planeja implantar a perícia técnico-científica no interior. “Assim, poderemos agilizar o processo de emissão de carteiras de identidade nos municípios“, disse o secretário da SSP.

Presentes no encontro: o subcomandante-geral da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), coronel Thiago Balbi; o delegado-geral da Polícia Civil (PC-AM), Bruno Fraga; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Orleilso Muniz; o diretor de Departamento de Polícia do Interior da PC-AM, delegado Paulo Mavignier, o secretário-executivo adjunto de Inteligência da SSP-AM, Divanilson, além de parlamentares e representantes civis e militares.