Manaus, 20 de julho de 2024

Manaus – Um homem, de 50 anos, foi preso na terça-feira (10), por atear fogo em terreno, no Tarumã-Açu, zona oeste da capital. Os focos de queimadas, atingiram a propriedade do suspeito e de um vizinho, um homem de 62 anos. Suspeito vai responder por crime ambiental.

De acordo com a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), por meio do Comando de Policiamento Ambiental (CPAmb), a equipe recebeu denúncia por volta das 15h, que realizou fiscalização em uma área florestal no quilômetro 2, da BR-174 (Manaus-Boa Vista).

No local da denúncia, foram encontradas várias áreas derrubadas e focos de queimadas, que atingiram a propriedade do suspeito e de um vizinho, um homem de 62 anos.

De acordo com o comandante-geral da PMAM, coronel Klinger Paiva, o policiamento ambiental tem atuado em ocorrências de crimes dessa natureza para combater as queimadas no Amazonas.

“Estamos atuando, há quase dois meses, com uma Sala de Comando e Controle Ambiental dentro da estrutura do CPAmb, alinhando a tecnologia com o patrulhamento ostensivo e preventivo no combate às queimadas. A PMAM faz parte dessa força-tarefa para reprimir as ações criminosas dessa natureza”, afirmou o coronel Klinger.

O homem suspeito dos danos ambientais na área do Tarumã-Açu foi encaminhado para o 6° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Crimes ambientais

O Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) orienta a população  que desmatar ou atear fogo em área particular e/ou pública de proteção; retirar, transportar ou guardar madeira e outros produtos de origem vegetal sem autorização do órgão competente, configura em crime ambiental, sujeitando seus autores às penalidades previstas na Lei.

Para denúncias dessa natureza, a população pode denunciar por meio do disque-denúncia 181, do 190 ou diretamente nos canais de comunicação do BPAmb, através dos telefones 98842-1547/ 98842-1553 e no e-mail: [email protected].

Fotos: Divulgação/PMAM

Fonte: D24AM