Manaus, 25 de julho de 2024

Thiago Cesar de Lima, de 36 anos, soldado da Polícia Militar foi preso em flagrante em São Paulo, no último domingo (3), após ter matado a tiros a esposa, Erika Ferreira, de 33, durante uma discussão. O homem, teve a prisão convertida em preventiva na audiência de custódia realizada na segunda-feira. Os dois estavam casados há apenas 6 meses.

O crime foi todo flagrado por uma câmera de segurança da Rua Bananalzinho, no bairro Perus, onde tudo aconteceu. Erika aparece saindo do carro e tentando tirar à força do veículo o marido, que está no banco de trás. Quando ele sai, eles discutem, o homem saca a arma e começa a desferir socos na mulher, até que atira duas vezes contra ela, à queima-roupa. Ferida, ela ainda chega a cambalear antes de ir ao chão. Ele a coloca no carro e leva ao hospital, mas ela já chega sem vida ao Pronto-Socorro de Taipas.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de SP, Thiago foi preso em flagrante ao dar entrada no hospital. Ele contou aos policiais que discutia com a mulher dentro do carro quando, durante a discussão, acabou atirando contra ela e, em seguida tentou socorrê-la. Uma pistola calibre .40 foi apreendida para perícia. O caso foi registrado como feminicídio pela 4ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). O policial foi encaminhado ao Presídio Militar da Romão Gomes (PMRG), onde está preso. A Corregedoria da instituição também foi acionada.